Mapa de localização no setor imobiliário: qual a importância e como aplicar para alavancar as vendas?

Entenda o papel do mapeamento imobiliário e como aplicar as últimas tecnologias para encantar o cliente e fechar mais negócios

Localização, localização, localização”: eis a resposta clássica quando se trata dos três critérios mais importantes para definir o valor de um imóvel. 

De fato, esse jargão imobiliário (assim como a maioria dos clichês) é bastante fiel à realidade. Para se ter uma ideia, público-alvo, precificação, marketing e abordagem de vendas são apenas alguns dos fatores impactados pelo ponto de localização  – e esse conhecimento faz toda a diferença na hora de fechar negócio. 

Nesse contexto, muito mais do que conhecer bem os endereços do portfólio, é preciso que as construtoras, incorporadoras e imobiliárias saibam muito bem como usar essa informação de maneira inteligente, persuasiva e estratégica

A seguir, saiba mais sobre o papel-chave dos mapas de localização no setor e confira nossas dicas para apresentar esses dados com o máximo de aproveitamento! 


A localização como diferencial definitivo

Para começar, vale a pena resgatar uma perspectiva de Arquitetura e Urbanismo, que considera as localizações urbanas ao menos de três maneiras principais: 

  • acesso às infraestruturas de transporte e mobilidade; 
  • acesso a facilidades e estabelecimentos de comércio, serviços e espaços públicos; 
  • em relação aos bairros vizinhos/redondezas.  

Essa abordagem acerca da localização é interessante porque já revela a importância desse quesito na escolha do imóvel e, por conseguinte, o seu potencial estratégico para quem atua no segmento. 

Muito mais do que o preço, o tamanho e as próprias características do imóvel comercializado, o endereço e suas proximidades ditam o tom da transação com o cliente e influenciam toda a negociação

Não é incomum, por exemplo, que corretores e autoridades da área aconselhem seus clientes a adquirirem uma propriedade menos completa (e que precisa até mesmo de uma boa reforma) em um local valorizado ou em franco desenvolvimento, e não o contrário. Isso porque essa escolha vai se refletir em um melhor retorno sobre o investimento, resultando em uma venda futura mais rápida e rentável. 

Além dessas questões mais objetivas de mercado, existem ainda os (não menos importantes) fatores subjetivos que formam o perfil do consumidor. Trata-se de um pai de duas crianças? De um executivo que prioriza o crescimento profissional e que poderia se beneficiar de um bom networking? De uma pessoa que mora sozinha e deseja uma rotina com mais qualidade de vida? De uma empresa em busca de um novo endereço comercial vantajoso? 

Mais uma vez, vem a resposta soberana: localização, localização, localização. Se educar o público-alvo acerca do tema é tão necessário, o mesmo vale para os profissionais e empresas do ramo. Afinal, será que seu negócio está explorando o assunto tão bem quanto deveria? 

Mapa dos bairros Leblon e Ipanema
Mapa dos bairros Leblon e Ipanema.Crédito: Anna Mendes.

5 fatores diretamente impactados pela localização do empreendimento

Precificação

O próprio conceito do empreendimento está relacionado à localização. Como não poderia deixar de ser, o preço também é uma consequência direta desse fator. 

Não é de se surpreender que muitos anúncios e estratégias de marketing destaquem  características como “próximo à linha de metrô, hospitais e áreas verdes” – são os chamados “atributos locacionais”

O inverso, é claro, também é verdadeiro: um empreendimento de alto nível terá seu preço reduzido devido à existência de poluição sonora ou alto índice de criminalidade na região, por exemplo. 

Vias de acesso e mobilidade

Aqui, entra em cena a facilidade de deslocamento para outros pontos da cidade, em especial o centro e estabelecimentos importantes no segmento do comércio, saúde e educação. Nível de trânsito, opções de transporte e estado das ruas/avenidas também são itens considerados. 

Infraestrutura de comércio e serviços

As regiões mais bem localizadas são aquelas que concentram boas opções nas áreas de comércio, serviços e educação. Nesse sentido, a proximidade de farmácias, shopping centers, boas escolas e restaurantes sem dúvidas contribui para a qualidade de vida e reduz a correria do dia a dia. 

Segurança 

Boa iluminação, movimentação moderada, policiamento e mesmo estruturas completas de segurança (como câmeras e vigias) certamente são fatores que valorizam o empreendimento e são prioridades para a maioria dos perfis de clientes. 

Áreas de lazer 

Parques, praças, espaços públicos, clubes, áreas verdes: eis outros pontos associados à localização e que têm um impacto relevante na valorização do imóvel. 

É importante mencionar, aqui, que as características acima são consideradas “universais” do ponto de vista da qualidade de vida e da praticidade na rotina. Tais fatores, entretanto, são flexíveis a depender das demandas e necessidades de cada cliente. 

Independentemente do perfil do público, uma coisa é certa: a localização é um quesito definitivo para prospectar clientes e imóveis, divulgar empreendimentos e fechar mais negócios lucrativos. 

Imagem aérea que mostra a proximidade do empreendimento com pontos importantes
Imagem aérea que mostra a proximidade do empreendimento com pontos importantes. Crédito: Melnick

O local está na nuvem: mapeamento digital no setor imobiliário

Nem faz tanto tempo assim: a realidade de construtoras e imobiliárias costumava incluir o bom e velho mapa de papel, repleto de alfinetes. Em estandes de vendas, showrooms, feiras e apresentações comerciais, o impresso e o analógico marcavam presença para destacar localidades, regiões e suas características.

Com a evolução da tecnologia e a incrível diversidade de ferramentas de geolocalização, tudo mudou. As facilidades do GPS estão presentes nos momentos mais corriqueiros e ao alcance da mão – na dúvida sobre um endereço, basta sacar o smartphone, prever trajetos e estimar o tempo de deslocamento, entre outras diversas informações. 

Vivemos, afinal, nos tempos dos mapas digitais, que oferecem um amplo leque de possibilidades para corretores de imóveis. De fato, o trabalho outrora manual de mapear as regiões de atuação se tornou muito mais rápido, fácil e otimizado. 

A importância do mapeamento imobiliário 

A captação de imóveis e um bom conhecimento das regiões são verdadeiros pilares do sucesso na corretagem de imóveis. Nesse sentido, fazer o mapeamento das áreas em que se atua é como ter um roteiro para atingir as metas desejadas. 

Vale lembrar que o processo de mapeamento nada mais é do que estudar a cidade do ponto de vista do seu mapa, segundo alguns critérios pré-definidos. Dessa forma, é possível traçar e identificar o perfil de cada região, bairro, rua e até mesmo imóvel sob análise. 

Aqui, os elementos a serem mapeados incluem os fatores que já mencionamos (tais como infraestrutura local, espaços de lazer e segurança), mas também podem se aprofundar e abranger índices demográficos, intervenções urbanas e políticas que contribuam para a valorização da região. 

Por que a opção pelo digital é tão vantajosa? 

Se as inovações e tecnologias em geolocalização promoveram uma verdadeira revolução no segmento de transportes, o mesmo vale para o setor imobiliário. Seja para a captação de empreendimentos na rotina de corretagem ou para encantar os clientes, os mapas digitais e os sistemas especializados (também chamados de GIS, os Geographic Information Systems) são a aposta da vez. 

É importante ter em mente, ainda, que os clientes também dispõem de tais tecnologias à palma da mão, e portanto estão mais autônomos e exigentes do que nunca. Nesse contexto, é preciso pensar maneiras de utilizar a localização de uma forma que vai muito além do básico: aliar o digital e o interativo (conforme veremos adiante) é a principal tendência em mapeamento. 

Entre as vantagens de se apostar em mapas de localização online, estão: 

  • Mais produtividade para os corretores, tendo em vista que localidades e informações podem ser checadas em tempo real e com grande agilidade; 
  • Possibilidade de criar mapas personalizados (o que inclui comentários, fotos e links, dentre outros dados), facilitando e aumentando a qualidade da rotina de corretagem;
  • Mapear em detalhes mesmo os imóveis mais distantes de forma remota, antecipando novidades para os clientes e encantando-os com apresentações de alto impacto;
  • Criar verdadeiros tours virtuais de encher os olhos, apresentando os empreendimentos de um ponto de vista inovador;
  • Mapear as regiões de acordo com estabelecimentos e pontos de referência locais, extraindo informações-chave sobre a movimentação e o perfil da área; 
  • Gerar mais oportunidades ou leads qualificados, uma vez que os recursos de mapeamento digital possibilitam casar as ofertas de imóveis com os desejos de quem está à procura. 

Tendência à vista: 5 fatos que você precisa saber sobre o uso de mapas de localização 

O mapeamento se tornou mainstream e veio para ficar no setor imobiliário 

Não é mais uma questão de opção: o mapeamento digital é o futuro, e o futuro chegou. Cada vez mais, a tendência é oferecer aos clientes opções diversas de acesso à informação, promovendo sua autonomia para que cruzem dados em um mapa e respondam às suas próprias dúvidas. 

Além de melhorar a tomada de decisões por parte do público, tais recursos também são essenciais nos sites imobiliários, que podem se beneficiar muito de mapas interativos. As ferramentas não apenas engajam mais, como também melhoram a experiência dos usuários e incentivam visitas de retorno ao portal. 

O advento da nuvem facilita (muito) o mapeamento imobiliário 

Contar com recursos inovadores de mapeamento nos sites e rastrear dados de localização nunca foi tão simples para negócios imobiliários – e isso se deve à disseminação da computação em nuvem. 

Atualmente, desenvolvedores podem criar aplicações robustas de mapeamento sem complicações e sem pesar no orçamento. A partir de tecnologias cloud, as empresas podem identificar melhores e mais inovadoras estratégias de mapas de localização. 

O mapa está no centro da experiência de pesquisa 

A tendência é que os mapas sejam cada vez mais integrados à experiência de pesquisa, até porque os usuários têm um entendimento mais intuitivo e mais completo quando as informações são apresentadas de forma espacial, gráfica. 

É interessante destacar, inclusive, que a maior parte das informações (independentemente da sua natureza) pode ser associada a uma determinada localização. No segmento imobiliário, não por acaso, os mapas muitas vezes são o elemento de destaque na home dos sites. 

Mapa interativo para empreendimento W/L da Tecnisa
Mapa interativo para Tecnisa, com categorias de pontos de interesse

A expectativa dos consumidores em relação a dados de localização está crescendo 

O mercado imobiliário é o que mais demonstra todo o poder da informação hiperlocal. Atualmente, há uma variedade incrível de aplicações no setor, sendo que todas elas giram em torno de um ponto importante: permitir que os usuários encontrem uma certa localização em um mapa, explorando todas as informações relevantes para a sua tomada de decisão (escolas, vizinhança, índice de criminalidade etc). 

Os usuários desejam interagir com seus mapas 

Eis a outra palavra-chave para o uso de mapas digitais: interação. No começo, apenas a experiência do online, por si só, gerava impacto para o usuário. Hoje, o estático está ultrapassado: esperamos que os mapas sejam dinâmicos e realmente úteis para fornecer informações adicionais, responder a novas perguntas e interagir de forma inteligente. 

Cada vez mais, os usuários desejam customizar suas buscas e obter respostas personalizadas para suas demandas. Autonomia e interação, nesse sentido, são pilares das novas tecnologias em mapeamento imobiliário


Por que seu negócio precisa de um mapa interativo? 

Aumento do engajamento e melhora da experiência do usuário

De acordo com a In Motion Real Estate Media, a taxa de rejeição das páginas de listas de imóveis nos sites imobiliários é de 55%. Em outras palavras, cerca de 55 em cada 100 pessoas abandonam o site imediatamente. 

Embora existam muitas razões para explicar essa taxa, é certo que um portal estático, com um conteúdo padrão e sem atrativos colabora para essa realidade. 

Por outro lado, um mapa interativo e informativo (com destaque para os pontos de referência da localização) pode promover um aumento drástico no engajamento dos usuários, criando uma experiência de navegação memorável

Aumento da familiaridade com a região

Visualizar uma propriedade a partir do contexto em que ela se encontra, com os pontos de referência e características da vizinhança, ajuda os prospects a se familiarizarem com a área, colaborando com a tomada de decisão. 

Representação visual de vantagens-chave 

É interessante notar que o mapa interativo alia design e funcionalidade, facilitando e incrementando o acesso às informações. O recurso, assim, ajuda a “contar uma história” e impressionar os prospects, ressaltando os benefícios de um determinado empreendimento ou região da melhor maneira: mostrando. 

Acesso rápido a informações importantes 

Um outro ponto forte inegável do mapa interativo é permitir destacar as  informações, estabelecimentos e particularidades da região que mais se adequam às necessidades dos prospects – tudo com o máximo de agilidade. 

Desse modo, os corretores podem sintonizar seu discurso mais facilmente com o perfil do cliente, seja ele comercial, residencial, aluguel ou venda. 

No mapa da Gafisa, incluímos também as distâncias do empreendimento até cada ponto do mapa.
No mapa da Gafisa, incluímos também as distâncias do empreendimento até cada ponto do mapa.

Dicas para levar mapas para a jornada de vendas

Aposte nos mapas em todos os canais de divulgação 

Em se tratando do setor imobiliário, qualquer canal de comunicação com o cliente pode e deve se beneficiar de um mapa de localização. O local, como vimos, é a alma do empreendimento e do próprio discurso de marketing e vendas. 

Além de priorizar os mapas interativos no site e nos anúncios digitais, invista nas versões estáticas para folders, peças gráficas e materiais de divulgação em geral. A depender de cada oferta e do objetivo, é interessante destacar a presença de determinadas facilidades, acessos, estabelecimentos e características da região. 

Use com mapas interativos em seu showroom

É claro que os pontos-de-venda não podem ficar de fora. Estamos falando, afinal, de um contato direto com prospects e clientes, quando é necessário lançar mão de inovações e oferecer o que há de mais atrativo para engajar o público. 

Vale resgatar, inclusive, a transição dos tradicionais estandes para o que hoje se chama de ponto-de-experiência, quando ideia é ir além e proporcionar momentos memoráveis com a marca. 

Na esteira dessa tendência, os mapas interativos de tecnologia touchscreen são a aposta mais sintonizada com as demandas de autonomia, personalização e custos acessíveis para oferecer o máximo de inovação em marketing imobiliário.

Disponível para diferentes formatos (desde monitores de grande dimensão até tablets), Showcase Imóveis mostra todas as informações sobre o empreendimento, incluindo vídeos, plantas, características técnicas, tour virtual, visão 360º e outros dados relevantes de localização. 


Conclusão 

Não há como negar o poder dos mapas de localização para reforçar discursos de vendas, aperfeiçoar as ações de marketing e fechar melhores negócios.  Nesse sentido, cada negócio deve ter inteligência e estratégia para vender essas informações como um diferencial. 

Por sua vez, os mapas interativos são aliados inestimáveis em três frentes centrais: 

  • encantar e engajar o cliente;
  • apresentar empreendimentos em detalhes (valorizando o display tanto de lançamentos quanto de imóveis remanescentes); 
  • elevar o nível da experiência do público com sua construtora, incorporadora ou imobiliária no ponto-de-venda. 

Especializada em empreendimentos dos mais diversos tipos e com cases de sucesso em todo o país, a Aqua conta com as melhores soluções para impactar seu público e alavancar as vendas. Saiba mais sobre as vantagens do Showcase Imóveis e entre em contato conosco para obter sua aplicação personalizada.

Leia também

Seja cliente Aqua

Faça como algumas das maiores empresas do Brasil. Use soluções da Aqua para inovar, reduzir custos, atender melhor e vender mais.