Êxodo urbano e a influência da pandemia no mercado imobiliário

Entenda como a pandemia e outros fatores influenciaram o movimento do êxodo urbano e confira como a sua construtora pode se adaptar para vender imóveis fora das grandes cidades.

Conforme o mundo viu o novo Coronavírus surgir e colocar em risco a saúde, segurança, economia e bem-estar das pessoas, o movimento de êxodo urbano ganhou ainda mais força.

A pandemia exigiu a adaptação da rotina de trabalho, estudos, lazer e atividades físicas. Mas, como realizar tudo isso dentro de casa, sem a estrutura e conforto ideal?

No Brasil, as pessoas começaram a sair das metrópoles para desfrutar de um estilo de vida menos acelerado e mais equilibrado.

Pensando nisso, apresentamos neste artigo tudo o que você precisa saber sobre a influência da pandemia no êxodo urbano, outros fatores decisivos para a mudança do comportamento dos consumidores e como as construtoras e incorporadoras podem seguir esta tendência.

Êxodo urbano: entenda este cenário e o impacto da pandemia

Com toda a crise e mudanças de comportamento geradas pela pandemia de Coronavírus, o êxodo urbano passou a ser um movimento natural por parte da população.

Isso porque, os consumidores passaram a buscar moradias que ofereçam maior qualidade de vida durante o isolamento social.

Conforme estudo apresentado pelo Infomoney, a procura por imóveis nas cidades de São Paulo com mais de 100 quilômetros de distância da capital subiu 340% na comparação entre janeiro e maio de 2020, ou seja, entre o período que antecedeu o início da pandemia e a adoção das medidas de isolamento.

A matéria mostra que a busca por casas em condomínios, bairros ou chácaras representavam apenas 0,5% do total em plataformas de anúncios de imóveis, ainda em janeiro. Já em maio o percentual subiu para 2,2%.

Em contrapartida, neste mesmo período a procura por apartamentos na capital teve uma queda de 1,7%. Um dos motivos é a preferência das pessoas por imóveis maiores, que são mais baratos em regiões afastadas dos grandes centros, para dedicar um cômodo ao home office.

êxodo urbano na pandemia

Conforme dados do Imovelweb, a busca por imóveis no interior aumentou 28% entre março e setembro de 2020, em comparação com o mesmo período de 2019, com destaque para o mês de junho, quando o aumento chegou a 60%.

Com este cenário, o setor imobiliário observou uma alta nos preços dos imóveis em cidades do interior, principalmente em casas de alto padrão. As casas em condomínio na região de Itu, por exemplo, tiveram um crescimento de 400% na busca entre abril e setembro, e o valor dos imóveis de alto padrão aumentou pelo menos 40%.

Podemos perceber que tanto as cidades no interior como os condomínios oferecem algo que se mostrou essencial durante a pandemia: tranquilidade, mais espaço e ar livre.

Variação do preço médio do metro quadrado para compra

A mesma publicação já citada mostra a variação que o preço médio do metro quadrado sofreu em 2020 no estado de São Paulo.


Variação do preço médio do metro quadrado para compra
Fonte: Infomoney

O home office e a necessidade por imóveis mais amplos e confortáveis

home office

Segundo pesquisa da Capterra e do Instituto de Estudos Gartner, 77% das pequenas e médias empresas brasileiras adotaram o modelo de trabalho home office após o início da quarentena.

Observando o aumento de produtividade, satisfação dos colaboradores e maior engajamento, algumas empresas definiram este modelo como definitivo para quem preferir, mesmo no futuro pós-pandemia.

Dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV) mostram que 30% dos empreendimentos no Brasil pretendem manter o trabalho de casa após a pandemia.  

Com isso, a busca por imóveis passou a considerar outros fatores, como espaço para o escritório e maior conforto. Ainda, os consumidores também estão buscando imóveis com quintal. Conforme a Imovelweb, esse tipo de busca teve um crescimento de 96% em maio de 2020, comparado a 2019.

O êxodo urbano também é tendência em outros países

Não é apenas no Brasil que o movimento de êxodo urbano ganhou força. Outros países que sentiram um grande impacto com a pandemia também tiveram mudanças no comportamento habitacional.

Em Nova York, por exemplo, uma das cidades mais atingidas pela pandemia, é possível encontrar diversas notícias mencionando o êxodo urbano e a procura por cidades mais seguras e com um menor custo de vida.

Essa migração também foi observada em países como o Peru, Quênia, Costa do Marfim e a Índia.

Além da pandemia: por que as pessoas estão saindo dos grandes centros?

Êxodo urbano e suas motivações

Considerando todo este cenário, é fato que a pandemia gerou um grande impacto no estilo de vida das pessoas. A prioridade passou a ser evitar aglomerações, investir em qualidade de vida e saúde mental, além de ter maior conforto dentro de casa para enfrentar o isolamento social.

Entretanto, o êxodo urbano não surgiu com o início da pandemia. A crise apenas impulsionou um movimento que já estava tomando forças.

A migração para cidades menores, menos movimentadas ou até mesmo para regiões mais tranquilas do litoral foi possibilitada por diferentes fatores. Entre eles, a transformação digital desempenhou um papel fundamental.

Com a evolução da tecnologia foi possível desenvolver métodos de trabalho que não exigem estar em um escritório comercial, além de permitir que todos estejam conectados em qualquer lugar.

O investimento em infraestrutura nas pequenas cidades, melhorando vias de acesso, e o crescimento de parques industriais são outros fatores que motivaram o início do êxodo urbano.

Essas mudanças mostraram que as pessoas podem viver em um bairro planejado, passar mais tempo com sua família, ter lazer e qualidade de vida sem prejudicar suas carreiras, e sem a necessidade de estar em grandes centros urbanos.

Outros fatores que podem influenciar neste movimento são:

  • Problemas econômicos;
  • Custo de vida mais baixo;
  • Desejo de ter maior contato com a natureza;
  • Tendência de procurar uma vida mais saudável e sustentável;
  • Busca por maior tranquilidade e menos estresse.

Como o setor imobiliário pode utilizar a tendência do êxodo urbano a seu favor

Se você está acompanhando essas tendências do mercado imobiliário, viu que será necessário se adaptar às mudanças para continuar oferecendo as melhores soluções e experiência para os seus clientes, certo?

O ideal é que as construtoras e incorporadoras tenham mais opções de imóveis, não se limitando apenas ao centro das grandes capitais.

Imóveis no interior e no litoral

Imóveis no litoral

Ao longo deste artigo citamos as principais possibilidades: imóveis no interior, condomínios fechados, imóveis de alto padrão e também no litoral.

Começando pelo litoral, destacamos aqui as regiões mais afastadas e que não possuem uma grande concentração de pessoas. Neste caso, os diferenciais que as pessoas buscam estão relacionados a um lifestyle diferente, saúde, sentimento de liberdade e aventura.

Saiba explorar isso nas comunicações e discurso comercial dos seus imóveis na praia para impulsionar suas vendas.

Já para os clientes que desejam se mudar para o interior, não se esqueça de mostrar benefícios além do seu imóvel. Apresente toda a infraestrutura que a cidade tem a oferecer e prove que mesmo sendo uma região menor em relação ao centro urbano, é possível manter a rotina profissional e pessoal, e até mesmo melhorá-la.

Entenda o que cada cliente busca nos imóveis do interior e utilize isso a seu favor para destacar os diferenciais do que você está oferecendo.

Estratégias para vender condomínios fechados

Agora, para os condomínios fechados, também chamados de condomínios horizontais, é ainda mais importante explorar a questão da infraestrutura e qualidade de vida.

Seja um condomínio mais afastado da cidade ou não, a estrutura interna costuma ser melhor e mais voltada à qualidade de vida de toda a família. É uma opção que proporciona muito mais segurança e privacidade, aspectos que estão fazendo a diferença no período de isolamento social.

Ao realizar o lançamento de um condomínio fechado, sua construtora pode explorar alguns fatores, como:

  • Gerar curiosidade antes do lançamento, mostrando que será algo único;
  • Explorar a escassez com diferenciais limitados e mostrar que as unidades podem acabar rapidamente;
  • Apresentar todos os aspectos que irão garantir a segurança das pessoas e de suas famílias;
  • Realizar uma apresentação do imóvel que encante e destaque todos os benefícios do condomínio e da região;
  • Investir em tours online e uma boa comunicação digital, o que irá garantir engajamento mesmo em um período tão complicado como o que estamos vivendo.

Imóveis de alto padrão: o que deve ser explorado?

Por sua vez, os imóveis de alto padrão possuem algumas similaridades nos benefícios que podem ser abordados, mas contam com outro destaque: estão sempre localizados em regiões nobres.

Mostrar como pode ser a vida do seu cliente e da família em um imóvel de luxo é uma estratégia excelente. Mas para isso, é essencial entender o comportamento deste público. Assim, você poderá mostrar tudo que o bairro tem a oferecer, de maneira exclusiva e personalizada.

O público de alto padrão valoriza muito o atendimento diferenciado, pois quer se sentir especial ao comprar seu imóvel. Lembre-se disso ao treinar sua equipe de vendas e escolher novas soluções para a sua construtora.

Outra estratégia importante para este tipo de imóvel é utilizar marcas referências e influenciadores, tanto no desenvolvimento do projeto, como na comunicação do imóvel. Bons exemplos são arquitetos e decoradores famosos envolvidos no empreendimento, ou ainda, campanhas com influencers no lançamento dos imóveis.

E claro, explore ao máximo tudo que seu imóvel tem de diferencial em relação à qualidade, luxo, exclusividade, inovação e lifestyle.

O home office veio para ficar

Você viu que a tendência das empresas é manter o formato de trabalho home office após a pandemia. Por isso, procure saber qual a área de atuação dos seus clientes e mostre a possibilidade de criar um escritório mais espaçoso, confortável e produtivo em casa.

Seja criativo e busque realizar parcerias com marcas de móveis de escritórios e decoração para oferecer diferenciais aos clientes que querem trabalhar em casa. Dependendo do comportamento do seu público, este pode se tornar um dos principais argumentos de venda para o seu empreendimento.

Direcione seus anúncios online por localização

Social media

Se você sabe onde seus potenciais clientes estão, e para onde eles querem ir, fica muito mais fácil otimizar seus anúncios de Facebook e Google Ads considerando a localização.

Está lançando um empreendimento em uma cidade do interior? Tente anunciar não apenas para as pessoas que moram nesta cidade, mas também para quem já visitou a região e quem está a uma determinada distância desta cidade.

Vale também realizar um bom estudo de palavras-chave para entender como seu público está pesquisando por imóveis.

Quanto mais otimizada estas campanhas estiverem, menor será seu Custo de Aquisição e maior será o lucro do empreendimento.

Lembre-se de integrar suas ações de marketing e vendas

Por fim, com tantas opções de localização, diferenciais e discursos de venda, é fácil se perder se sua construtora ou incorporadora não possuir uma boa organização entre os processos de marketing e vendas.

Esta integração é chamada de smarketing, e tem como objetivo proporcionar maior transparência e alinhamento para que as duas áreas atuem em conjunto, e não com ações isoladas.

Ter este entendimento da expectativa de cada setor e definir metas alcançáveis para todos pode transformar seus resultados de vendas.

Sua construtora está preparada para acompanhar o movimento de êxodo urbano?

Apresentamos neste artigo o cenário atual do mercado imobiliário e os principais dados relacionados ao êxodo urbano.

Você viu o que o consumidor está buscando para enfrentar os desafios da pandemia e do isolamento social, e o que mais motivou este movimento além da crise gerada pelo Coronavírus.

Entre os principais fatores estão a busca por uma vida mais saudável, com maior tranquilidade, conexão com a natureza, e a possibilidade de trabalhar de qualquer lugar.

Também abordamos algumas estratégias e opções que podem ser utilizadas pelo setor imobiliário para acompanhar esta tendência e gerar mais vendas. Esperamos que com todas estas informações você consiga aproveitar as oportunidades que o mercado oferece além dos centros urbanos.

Se você deseja continuar aprendendo mais sobre as tendências, boas práticas e soluções para marketing e vendas de imóveis, clique aqui e confira nossos artigos.

Leia também

Seja cliente Aqua

Faça como algumas das maiores empresas do Brasil. Use soluções da Aqua para inovar, reduzir custos, atender melhor e vender mais.