5 dicas para criar um PDV interativo e conquistar seus clientes

O PDV interativo utiliza experiências positivas na jornada do cliente para impressioná-lo e aumentar as vendas. Veja como implementá-lo.

Montar um PDV interativo é uma das melhores estratégias para transformar a experiência nas lojas físicas e trabalhar o relacionamento com o cliente. Por isso, é uma solução para quem deseja aumentar o engajamento e vender mais.

Logo abaixo, reunimos 5 dicas para implementar a inovação no seu ponto de vendas e aplicar a interatividade na jornada do cliente. Continue a leitura!

1. Valorize a experiência do cliente no processo de vendas

Por que o cliente visitaria um PDV físico se é mais fácil e mais barato comprar pela internet?

A resposta está na jornada. Há experiências que apenas o ponto de venda físico pode oferecer.

A ideia de um ponto de vendas interativo é criar histórias únicas e impressionantes nas quais o consumidor é o protagonista.

Ao visitar uma loja, por exemplo, nosso personagem principal chega com um desejo ou necessidade. Lá precisa ser envolvido em uma jornada com experiências únicas e memoráveis.

A interação pode acontecer em um ponto crítico, como a escolha de um produto mais adequado para o perfil. Ou então é uma ação ligada apenas ao entretenimento e diversão do visitante.

A forma como vamos desenhar e implementar essa jornada, despertando sentimentos e emoções, influencia as vendas. Esse marketing interativo é uma forma de atrair a atenção dos consumidores, converter a venda, fazer o cliente voltar a comprar e receber indicações, entre outros benefícios.

2. Entenda a jornada do seu cliente

Para criar o PDV interativo, podemos desenhar a jornada do cliente, inserindo quais serão as interações realizadas para com a empresa.

Em primeiro lugar, precisamos listar quais são as etapas em que o cliente tem contato com a empresa, por exemplo:

  • entrar na loja;
  • receber o atendimento;
  • escolher o produto;
  • negociar as condições;
  • fechar a venda;
  • retirar o produto;
  • sair da loja.

Em cada interação, conforme forem definidas pela empresa, são realizadas ações visíveis para o cliente e ações de bastidores. Por exemplo, se na entrada, o cliente é recebido com um cumprimento, temos interações visíveis.

Por outro lado, a busca por produtos no estoque para fazer a retirada é uma ação invisível para o cliente. Além disso, existem processos associados às etapas, como treinamento dos colaboradores, gestão de estoque, contabilidade, etc.

Etapas de interação

As inovações podem ser inseridas como novas etapas de interação. Por exemplo, se ao chegar no cinema, além da bilheteria, há um totem para selecionar, pagar e imprimir o ingresso, modificamos o passo a passo do consumidor.

Ações visíveis para o cliente

Também é possível usar a interatividade para melhorar etapas existentes. Se o vendedor consegue mostrar um vídeo do produto para o consumidor, temos uma inovação na forma como o atendimento é realizado.

Evidências físicas do serviço

Por fim, podemos usar a interatividade para trazer evidências físicas sobre as ações da empresa, tanto as visíveis como as de bastidores. Por exemplo, ao chegar na loja, uma tela pode mostrar um vídeo promocional que transmita a ideia de agilidade na entrega.

Assim, aquele serviço que não seria visto naquele momento, passa a ser considerado pelo consumidor na hora de fazer a compra.

3. Fique por dentro das principais tendências de PDV interativo

Ao planejar o PDV interativo, é importante conhecer quais são as inovações tecnológicas disponíveis para transformar a experiência do cliente. A seguir, listamos algumas tendências, que já podem ser aplicadas com excelente retorno.

Banner digital

Os banners digitais são mais chamativos graças aos efeitos de iluminação e contraste das letras com o fundo. Além disso, conseguimos transmitir sensações e significados ligados à ideia de movimento, diferentemente dos cartazes impressos que são estáticos. E, em geral, a imagem do ambiente fica mais tecnológica.

Digital signage

O digital signage é uma tecnologia de painéis e sinalização, que podem ser posicionados em paredes, colunas, totens, etc. Eles transmitem conteúdo multimídia em diferentes formatos de tela, sendo utilizados como parte do design do ambiente. Conteúdo informativo, promoções, divulgação da marca e diversas outras ações podem ser pensadas.

Shelf displays

O shelf display são telas inseridas junto aos locais de exibição dos produtos. Um exemplo simples de aplicação é a exibição de preços e promoções abaixo dos produtos nas gôndolas. 

Resumidamente, eles complementam mostruários, prateleiras, entre outros, fazendo a integração entre o local físico e o conteúdo digital.

QR code

Os QR Codes permitem que diversos conteúdos sejam transmitidos para o celular do cliente, tendo fácil utilização. É possível pensar, até mesmo, em experiências de integração de elementos digitais ao local físico, como o consumidor visualizar uma imagem 3D sobreposta ao ambiente por meio da câmera após escanear o código.

Touchscreen

O touchscreen consegue trazer todas as possibilidades de exibição dos conteúdos digitais com alguns adicionais. O primeiro deles é a interação física do cliente com a tecnologia, em que o cliente está focado, enquanto navega pelas informações.

Outra vantagem é a quantidade de conteúdo. Por exemplo, em uma tela comum, temos de escolher poucos vídeos que vão alternar entre si. Já no touchscreen existe a navegabilidade e controle da informação a ser exibida.

Além do que é exibido inicialmente, o cliente pode acessar diversos outros conteúdos para satisfazer suas demandas.

Por fim, o touchscreen abre a possibilidade de realizar ações de autoatendimento no PDV interativo. Enviar uma informação por e-mail, consultar o portfólio, fazer um cadastro, montar um pedido a partir do cardápio e finalizar uma compra, são alguns exemplos.

4. Inspire-se nos cases de sucesso

Uma forma interessante de saber como aplicar as tendências é buscar cases de sucesso para se inspirar. Ao entender como as inovações já foram utilizadas com êxito, você pode trazer novidades e adaptá-las à sua realidade.

Autoatendimento

Entre as aplicações que mais crescem, temos as soluções de autoatendimento. Os fast-foods, por exemplo, já disponibilizam totens em que o cliente pode montar o pedido e realizar o pagamento, sendo direcionado a seguir para retirada.

Anteriormente, citamos a possibilidade de uso no cinema, onde é possível que você faça a seleção do filme, cadeira, pagamento e impressão do ingresso.

Lojas interativas

Fique atento também às lojas interativas. Grandes varejistas, como Nike, Columbia Sportswear e Manner apostam em jogos interativos, práticas esportivas no interior da loja, conteúdo multimídia e diversas outras atividades no PDV interativo.

Lojas-conceito

Para se antecipar, vale a pena olhar as chamadas lojas-conceito. Aqui, há a proposta de inovar e criar tendências. Logo, encontramos uma excelente fonte de inspiração.

5. Busque parceiros para implementar o PDV interativo

A interatividade no PDV é uma tendência cada vez mais comum nas empresas, e não implantar esse tipo de estratégia pode acarretar perda de clientes e desvantagem competitiva em relação aos concorrentes.

Você pode contar com a nossa parceria para realizar essa transformação digital e oferecer experiências incríveis para os seus clientes. Aqui na Aqua, temos soluções de catálogo e apresentações interativas completas para o varejo.

Em Showcase Varejo, aplicamos a tecnologia de touchscreen em diferentes estratégias de interatividade. É possível oferecer um atendimento humano, com muito mais qualidade, com o aplicativo instalado em celulares ou tablets, de modo que o vendedor tem todas as informações para apoiar suas atividades.

Além disso, o catálogo digital é intuitivo e pode ser aplicado em ações de autoatendimento, com telas touch instaladas no PDV. Em ambos, é possível montar um catálogo completo com todos os produtos, informações, vídeos e outros materiais para o cliente.

Outra característica é a flexibilidade para aplicar as demais tendências. A empresa, por exemplo, pode mostrar propagandas, vídeos e publicidade enquanto o cliente ainda não interagiu com a tela.

Entre outros benefícios, o Showcase Varejo vai contribuir com os seguintes diferenciais:

  • personalizar Showcase com as características da sua marca;
  • impressionar o cliente;
  • melhorar a conversão;
  • trazer informações completas;
  • aproximar o PDV físico do digital;
  • facilitar o processo de vendas mais complexas, como eletrônicos;
  • construa um catálogo digital com informações completas;
  • aumente seu mix e estoque ao usar o app como extensão dos produtos da loja;
  • impressione seu cliente;
  • melhore a conversão;
  • traga informações completas;
  • use o Phygital para aproximar o mundo digital da sua loja física;
  • facilite a venda de produtos mais complexos, como eletrônicos.

Também é possível mensurar os resultados por meio de indicadores e informações coletadas em Showcase Varejo. Assim, você tem dados para melhorar processos e aplicar a inteligência de negócios para aumentar as vendas.

Showcase Varejo terá um grande impacto na experiência do consumidor. Não apenas o cliente pode interagir com o conteúdo, como os vendedores terão uma ferramenta de apoio para estimular o processo de vendas. Assim, conseguimos tirar o melhor do PDV interativo em estabelecimento físico, unindo a inovação com o contato com seres humanos.

Conheça nossas soluções de catálogo e apresentações interativas e traga diferenciais para o seu ponto de vendas.

Leia também

Seja cliente Aqua

Faça como algumas das maiores empresas do Brasil. Use soluções da Aqua para inovar, reduzir custos, atender melhor e vender mais.